sexta-feira, 9 de novembro de 2012

À noite.






E quando se aproxima a noite vem o desejo de casa. Do aconchego do nosso mundo. E depois o mais fácil,  a possibilidade de toda a beleza que pretendermos.
Uma mesa posta com encanto, um jantar feito com carinho a encerrar um dia, que por muito duro que tenha sido, pode sempre terminar assim. Com carinho, conforto e amor.
E hoje quis assim a minha mesa, com flores que gosto tanto, peonias, numa mesa sem toalhas e com muita luz.
A lembrar que não é necessário muito. Para isto. Basta o querer.

2 comentários:

  1. Uma mesa tão linda e tão sóbria. Parabéns.

    ResponderEliminar
  2. Obrigada. Por ter gostado da minha mesa.

    ResponderEliminar